Caixa zerado, e dificuldades burocráticas para ter acesso aos recursos financeiros disponíveis no mercado, estão levando milhares de empresários a tomar a decisão de encerrar as atividades no RS.

Segundo dados da Junta Comercial do Rio Grande do Sul(JUCIS-RS), desde março de 2020 foram registradas 90 mil baixas de diversos tipos de negócios, incluindo, varejo, indústria e serviços. Em sua maioria, empresas de micro e pequeno porte. Tendo como causa principal, a Pandemia, e causas secundárias as restrições das atividades , impostos por decretos governamentais com o objetivo de conter o vírus COVID-19.

Conforme lamenta o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul(FCDL-RS), Vitor Augusto Koch, " Apesar do esforço do governo federal em tentar auxiliar os empresários, grande parte dos recursos não chegou às micro e pequenas empresas. por questões burocráticas, por não aprovação de cadastro bancário, entre outros aspectos".

Ele observa também a importância  de políticas públicas, que auxilíem os pequenos negócios a se manterem no mercado. " Precisamos de políticas governamentais, em todas as esferas, que auxiliem os pequenos negócios a sobreviverem neste momento", 

Deixe seu Comentário